Mana Bernardes

Mana Bernardes é uma artista transdisciplinar e atua em projetos de envolvimento humano. Sua linha de joias feitas com materiais do cotidiano circula em lojas de museus como MoMA, MAD, MAM, MAR e Inhotim. Realizou o Natal da Transformação em Canoas (RS) em 2009, onde instaurou sua metodologia social com reciclagem e artesanato.

Tem sua caligrafia em uma obra fixa no Museu do Amanhã e em uma linha de objetos na loja de departamento Tok Stok. Participou de exposições coletivas nos museus MAD Museum, em Nova York, Fondation Cartier, em Paris, Museu Nacional, em Brasília. Lançou uma série de esculturas interativas para o OIR feitas de Bambu e PET. Em 2018 inaugurou a escultura Mátria, bordada por vinte avós portuguesas, encomendada pelo MuDe – Museu de Design de Lisboa. Em 2019 lançou Ritos do Nascer ao Parir, autoficção sobre sua história com sua mãe. Fundou o FADHAS – festival de artes, direitos humanos, afetos e sustentabilidades.

Realiza performances com alimentos – TransLúcida e Mulher Raíz (com uma obra no acervo permanente do MAR). Performance com lixo – Mulher Reciclagem. E performance com manuscritos em papéis gigantes – Desembrulho Poético e Ritos do Nascer ao Parir.